“O que uma pessoa poderá ser, deverá ser”. Essa frase de Abraham Maslow resume um dos mais importantes anseios dos seres humanos: expressar ao máximo suas potencialidades. Consciente ou inconscientemente, preencher essa necessidade é o nosso maior desejo.

Autorrealizar-se é a motivação mais complexa e profunda, pois desperta no indivíduo a vontade de cumprir seu propósito de vida. A natureza da profissão é importantíssima, pois quando essa motivação é preponderante, a pessoa procura utilizar intensamente suas melhores habilidades para trabalhar.

Os músicos devem fazer música; os desenhistas, desenhar; os autores, escrever e os líderes, comandar, se quiserem ficar em paz com eles mesmos. “O que os seres humanos podem ser, devem ser. As pessoas autorrealizadas têm uma consciência clara sobre seus impulsos, seus desejos, suas opiniões e ações como um todo”, dizia Maslow.

Entre as características dos indivíduos profissionalmente autorrealizados, podemos citar:

  •  Têm boa percepção da realidade;
  • Conhecem seu propósito de vida;
  • São profissionalmente bem resolvidos;
  • Aceitam críticas sem se abater;
  • Analisam as consequências de seus atos;
  • Sentem profunda paz de espírito.

Parece ser uma descrição de gente de outro mundo, mas não é! O processo de autorrealização normalmente é lento, gradativo, exige experimentação constante, demora muitos anos – às vezes décadas – e nunca acaba. Gente “normal” tem algumas dessas características e pode adquirir todas por meio do autoconhecimento e do aperfeiçoamento contínuo. Certamente, a recompensa valerá o esforço.

http://dtcom.com.br/site/index.php/autorrealizacao-profissional/

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.