São Paulo – Talvez um dos momentos mais difíceis da carreira é a hora de pedir por um aumento ou uma promoção. Esse é o tipo de avanço que raramente acontece se o profissional não tomar uma iniciativa. Existem abordagens diferentes e muito depende do perfil da empresa e do chefe, mas algumas dicas para a hora de negociar as condições de trabalho são mais universais.

“O mais importante é estar preparado”, afirma o coach Eduardo Ferraz. Para ele, improvisar qualquer reunião é um erro grave, mas deixar de se preparar na hora de pedir algo para o chefe é ainda pior. O preparo, segundo Ferraz, consiste em separar seu histórico na empresa: “No mínimo três coisas que você realizou no último ano”, define. Quanto maior o pedido, maior terá de ser o histórico de realizações que você precisa separar.

O segundo passo, e para alguns o mais complexo, está na abordagem. A melhor maneira de levantar o assunto com o chefe é marcando uma reunião formal. “Você não precisa dizer que quer discutir seu salário ou uma promoção. Se usar uma expressão mais genérica como ‘gostaria de fazer um balanço do meu trabalho’, por exemplo, o seu chefe vai entender do que se trata”, sugere Ferraz.

Se na hora que você sugerir uma reunião, seu chefe já apresentar uma desculpa para que ela não aconteça, é um sinal de que essa não é a melhor hora para pedidos. “Talvez ele não tenha recursos no momento, ou então simplesmente não ache que você mereça uma melhor remuneração”, explica o especialista. “Nesse caso, é importante sondar seu chefe em busca de uma ocasião mais favorável”, completa.

Se a reunião acontecer, a parte do preparo vai se mostrar valiosa. “A negociação vai depender das cartas que você levar à mesa”, afirma Ferraz. Ou seja, a argumentação depende de você mostrar segurança e confiança em si mesmo. “Mostre porque você merece e, em hipótese alguma, caia no erro de menosprezar seus colegas de trabalho para se valorizar”, diz.

 

Pode acontecer de seu chefe falar “não” independente do seu histórico na empresa. “Nessas horas, você deve marcar sua posição. Afirme que compreende a situação, mas espera ser considerado para as próximas oportunidades”, sugere o especialista. Também exista a possibilidade de se negociar outros benefícios. Talvez você não consiga aquela promoção que queria, mas pode tentar uma transferência de área, por exemplo.

“Não se esqueça de que a situação está ótima para quem é qualificado. O mercado está em busca de bons profissionais”, diz Ferraz. Na hora de pedir algo para seu chefe é bom ter isso em mente e se lembrar de quatro regras básicas: “A conversa não é um confronto, você não pode depreciar um colega para melhorar sua imagem, não pode ir despreparado e tem de ter flexibilidade na negociação”, conclui o coach.

http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/como-pedir-aumento-sem-queimar-sua-imagem

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.