Use o networking: comece informando as pessoas mais próximas que atuam em áreas de seu interesse, contando sobre o desligamento e sua disponibilidade. Amigos serão sua melhor chance de se recolocar rapidamente.

Atualize o currículo: faça uma revisão das referências e atualize o currículo que deve estar impecável. E lembre-se: um bom currículo é resumido e impactante.

Faça um balanço financeiro: é essa análise que vai indicar quanto tempo você poderá ficar parado até encontrar um novo emprego. Normalmente, leva-se de 3 a 6 meses para a recolocação.

Não faça sabático. Ao ser demitido, o profissional está com autoestima baixa e normalmente não está preparado financeiramente. Haverá momentos mais propícios para isso.

Direcione os currículos: selecione sites especializados nas áreas que mais lhe interessam. Enviar currículos sem controle acaba depreciando o passe do candidato e demonstra desespero.

Prepare-se para as entrevistas: estudando a empresa, quais seus valores, em que segmento de mercado atua, as condições oferecidas, etc. Terminada a entrevista, aguarde o contato e jamais insista. Se você for aprovado, eles entrarão em contato.

Seja sincero: não adianta aceitar um emprego que não tenha a ver com seu perfil. No futuro, isso vai acabar resultando em problemas e infelicidade.

Analise o que deu errado. Reveja as atitudes que o prejudicaram no emprego anterior. Do contrário, a tendência é cometer os mesmos erros.

Adapte-se à nova realidade. Você está em outra empresa, será fundamental entender e adaptar-se a novos paradigmas. Se tudo der certo entre 6 meses e um ano, você estará perfeitamente adaptado e com boas chances de nunca mais ser pego de surpresa!

http://www.correiodopovo.com.br/Impresso/?Ano=117&Numero=247&Caderno=8&Noticia=429342

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.