A vida é feita de escolhas e, para que as decisões de mudar de emprego e dar uma guinada na carreira sejam as melhores possíveis, sem arrependimentos futuros, é importante pensar em cada passo a ser dado, fazendo uma análise técnica. O consultor em Gestão de Pessoas Eduardo Ferraz – autor do livro “Seja a pessoa certa no lugar certo” – explica que há cinco fatores que devem ser considerados antes de trocar de empresa: dinheiro, segurança/conforto, chance de aprendizagem, aprovação social e autorrealização.

– A conta é simples, mas quase ninguém a faz. Liste os cinco fatores num papel. Se estiver insatisfeito com três deles, você pode mudar de emprego – afirma.

Ou seja, não adianta sair de uma companhia por dinheiro, e depois não conseguir ter a qualidade de vida desejada ou a sonhada chance de crescimento.

– A pessoa precisa pensar no que ganha e no que perde, e avaliar bem seus desejos para o futuro – explica.

O psicólogo Carlos Eduardo Pereira, que é dono da empresa de seleção Top Quality, afirma que um ótimo termômetro para saber a hora certa de mudar de rumo no trabalho é observar o próprio comportamento:

– Quando a pessoa acredita que sexta-feira é o melhor dia da semana e a segunda é o pior, pode começar a repensar a carreira.

O fotógrafo Felipe Menegoy, de 30 anos, trocou a carreira como analista de RH numa grande empresa e não se arrependeu.

– Tive um problema de saúde (hérnia), e fiquei fora uns dias. Comprei uma câmera, fiz fotos de uma amiga grávida e todo mundo elogiou. Com isso, comecei a repensar minha carreira. Troquei o que eu gostava pelo que amo. Encontrei a realização pessoal, e isso vale mais do que o lado financeiro. Em pouco tempo, estava me sustentando, e, agora, ganho a mesma coisa. Antes, tinha chances de crescimento, mas achei meu caminho. Respiro fotografia e estou fazendo cursos para aprender cada vez mais, pois quero abrir meu próprio estúdio – conta.

Cinco fatores que pesam na decisão

Dinheiro

O especialista Eduardo Ferraz afirma que a maioria das pessoas não muda de emprego apenas para ganhar mais, mas esse é um dos fatores de decisão. Você pode até receber um salário maior, mas ter uma qualidade de vida pior, por exemplo. É importante levar em conta aspectos como comissão e benefícios.

Segurança/Conforto

Muitas vezes, trabalhar perto de casa é uma vantagem, mas pode não ser o ideal, se o emprego é chato ou se o chefe não é bacana. Antes de trocar de empresa, é preciso saber como são o clima e o horário de trabalho.

Aprendizado

É importante levar em conta o aprendizado formal e o informal. A empresa oferece cursos e oportunidades de capacitação? Já trabalho ou vou atuar com pessoas que acrescentam?

Aprovação Social

É importante saber se há chances de crescimento e de reconhecimento no mercado.

Autorrealização

Querer dedicar-se ao que ama é motivo para mudar.

http://oglobo.globo.com/economia/emprego/saiba-qual-melhor-hora-de-mudar-de-emprego-ate-de-vida-11400360

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.